Sexta, 21 DE janeiro DE 2022

Jornalista vai à Justiça após ser bloqueado por Bolsonaro no Twitter

Segundo Lucca, a razão do bloqueio teria sido um comentário feito no mês de agosto

Publicado em:

6 de
set
Categorias: Geral.

Foto: Cristiano Mariz/VEJA

jornalista Willian de Lucca ingressou com um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) após ter sua conta bloqueada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, no Twitter.


Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, a defesa do jornalista argumenta que o presidente usa a rede social como um canal oficial do Governo e que, por isso, a atitude de bloqueio ao jornalista é inadequada.


Segundo Lucca, a razão do bloqueio teria sido um comentário feito no mês de agosto quando o presidente viajou aos Estados Unidos em visita ao presidente americano Doanald Trump.


Acontece que Bolsonaro publicou, à época, uma foto onde aparece prestando continência à bandeira dos EUA. Diante da imagem, Lucca comentou: “Você está bem preocupado com interesses externos, né?”. O que supostamente teria desagradado o presidente.


O jornal paulista destaca também que a iniciativa foi tomada com base em uma decisão similar expedida pela Justiça dos Estados Unidos. Acontece que foi determinado que o presidente Donald Trump recuasse após o americano bloquear sete contas na rede social.


*Fonte: Jornal Opção/Conteúdo: Folha de SP


Festival de Cinema Curta Canedo 2019 - inscrições abertas


[apss_share]

 

Outras Notícias

Câmara de Senador Canedo: Reinaldo Alves, herói ou vilão?
Suspeito de tráfico é preso com R$ 20 mil em cocaína, em Senador Canedo
Com mais um discurso político-eleitoreiro, Reinaldo Alves detona Divino e Laudeni Lemes
Coronavírus: espetáculo “A Paixão de Cristo” é cancelado em Senador Canedo
“O presidente colocou palavras na minha boca”, disse Marcelita Manze em sessão ordinária na Câmara
--->