Cidade

“O presidente colocou palavras na minha boca”, disse Marcelita Manze em sessão ordinária na Câmara

Em sessão ordinária na Câmara Municipal de Senador Canedo nesta quinta-feira (20), as discussões, típicas de ano eleitoral, começaram a esquentar o clima na Casa de Leis do município. Com os vereadores exaltados e claramente usando o expediente para pré-campanha, a sessão foi um festival de aparições.

A vereadora Marcelita Manze, em um determinado momento, pediu a palavra para esclarecer sua fala sobre os CMEIs, que segundo ela, foi distorcida pelo presidente da Câmara Reinaldo Alves. “Eu gostaria muito que o presidente estivesse aqui agora, porque ele colocou palavras na minha boca que eu não falei. Em momento nenhum eu falei que as mães deveriam sair para procurar emprego e abandonar seus filhos, em momento nenhum eu falei isso…”.

Depois das considerações, Marcelita, contrariada, pediu aos vereadores que não fiquem só cobrando, mas apresentem soluções. A expectativa em 2020 é que os vereadores sejam mais “brigões”, visando melhorar a aceitação para as eleições municipais.

Luiz Aldama entrevista Karson Honório

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.