Sábado, 16 DE outubro DE 2021

Pesquisa aponta vereador Betim como o mais atuante de Senador Canedo

A pesquisa foi encomendada pelo Jornal O Parlamento e realizada pelo Instituto Podium

Publicado em:

3 de
set
Categorias: Brasil.

Betim/Arquivo Canedo Enfoque

Em pesquisa realizada no dia 18 de agosto, onde 400 pessoas foram questionadas sobre qual parlamentar mais trabalha por Senador Canedo, o vereador Betim (PSC) foi apontado como o mais atuante do município, com 12,6% dos votos.


Na segunda colocação, apareceu o vereador D’Mel (SD) com 6,0% dos votos. O vereador Eliel José (PPS) ficou na terceira colocação com 4,9% dos votos. Luiz da Saúde (PRTB) e Sérgio Bravo Júnior alcançaram 2,7%Dieguinho (PRTB) alcançou 2,2%, seguido por Márcio Polo (PP), que obteve 1,1% dos votos. O já falecido professor Jaime (PROS) alçançou 1,1%. Completaram a lista: Fred Pereira (PC do B), Wander David (PTC), Ronaldo da Feira (PROS), Marcelita Manze (PV), Moraes (PRTB) e Paulo Varelo (PRTB), todos com 0,5%. O ex-presidente da AMMA, Baltazar, apareceu na pesquisa com 0,5%. Os entrevistadores percorreram 16 bairros da cidade.


Reinaldo Alves não obteve percentual na pesquisa


Com mandato pífio e um desgaste grande com a população, o presidente da Câmara Municipal de Senador Canedo, Reinaldo Alves, sequer obteve percentual na pesquisa espontânea. Segundo um vereador da cidade, que pediu para não ser identificado, Reinaldo se acha esperto demais, e a população percebeu isso. “Reinaldo Alves entrou na Câmara atacando Rodrigo Rosa e prometendo que faria tudo muito diferente. Não fez. Quebrou a cara e talvez perderá as eleições por causa da prepotência e pendantismo barato”, concluiu o vereador.


[apss_share]

 

Outras Notícias

Câmara de Senador Canedo: Reinaldo Alves, herói ou vilão?
Suspeito de tráfico é preso com R$ 20 mil em cocaína, em Senador Canedo
Com mais um discurso político-eleitoreiro, Reinaldo Alves detona Divino e Laudeni Lemes
Coronavírus: espetáculo “A Paixão de Cristo” é cancelado em Senador Canedo
“O presidente colocou palavras na minha boca”, disse Marcelita Manze em sessão ordinária na Câmara
--->